Fenaban apresentará nesta sexta-feira 19 proposta global aos bancários

  Reunião de sexta será precedida de duas rodadas de negociação, terça e quarta A Fenaban con...

Queremos mais que 7% dos bancos. Comando aponta greve para dia 30

    Crédito: Tago Silva/ Contraf-CUTProposta da Fenaban ao Comando Nacional foi apresent...

  • Fenaban apresentará nesta sexta-feira 19 proposta global aos bancários

    Seg, 15 de Setembro de 2014 14:58
  • Fenaban frustra bancários ao mostrar dados parciais do Censo da Diversidade

    Qua, 17 de Setembro de 2014 15:02
  • Fenaban apresenta propostas sociais sem avanço contra as metas

    Qui, 18 de Setembro de 2014 18:57
  • Queremos mais que 7% dos bancos. Comando aponta greve para dia 30

    Sex, 19 de Setembro de 2014 15:23
Agenda Cultural

Um sindicato cidadão é um sindicato antenado com a cidade. Aqui você encontra cultura, lazer e entretenimento. A vida não é só trabalho, é também, diversão e arte! Leve quem você ama para um bom programa cultural

Assédio Moral

Assédio moral ou violência moral no trabalho não é um fenômeno novo. Pode-se dizer que ele é tão antigo quanto o trabalho. A novidade reside na intensificação, gravidade, amplitude e banalização do fenômeno...

Cursos

O Sindicato trabalha para que o bancário tenha uma melhor qualidade de vida e na melhoria contínua do cidadão. Com este foco temos como um dos nossos pilares o Centro de Formação, que abre caminhos e possibilidades para toda nossa categoria

Queremos mais que 7% dos bancos. Comando aponta greve para dia 30

 

 

Crédito: Tago Silva/ Contraf-CUT
Proposta da Fenaban ao Comando Nacional foi apresentada na sétima rodada

A exemplo das propostas de caráter social apresentadas na quarta-feira 27, o Comando Nacional dos Bancários também considera insuficientes as propostas de caráter econômico apresentadas pela Fenaban nesta sexta-feira 19, na sétima rodada de negociações da Campanha 2014, que incluem reajuste de 7% no salário (0,61% de aumento real), na PLR e nos auxílios refeição, alimentação e creche, além de 7,5% no piso (1,08% acima da inflação). E aprovou um calendário de mobilização para pressionar os bancos a apresentarem novas propostas que atendam as expectativas da categoria, apontando para a deflagração de greve por tempo indeterminado a partir de 30 de setembro, com assembleias deliberativas nos dias 25 e 29.