• Contraf-CUT divulga folheto contra o golpe aos direitos dos trabalhadores

    Qui, 16 de Junho de 2016 21:55
  • Temer quer acabar com FAT, que paga seguro-desemprego

    Qui, 30 de Junho de 2016 18:02
  • MANUTENÇÃO DA POLÍTICA DE AUMENTO REAL DEVE SER O PRINCIPAL PONTO DA CAMPANHA

    Sex, 22 de Julho de 2016 14:02
  • Por direitos e valorização da categoria, bancários tomam ruas de São Paulo

    Qui, 18 de Agosto de 2016 11:45
Agenda Cultural

Um sindicato cidadão é um sindicato antenado com a cidade. Aqui você encontra cultura, lazer e entretenimento. A vida não é só trabalho, é também, diversão e arte! Leve quem você ama para um bom programa cultural

Assédio Moral

Assédio moral ou violência moral no trabalho não é um fenômeno novo. Pode-se dizer que ele é tão antigo quanto o trabalho. A novidade reside na intensificação, gravidade, amplitude e banalização do fenômeno...

Cursos

O Sindicato trabalha para que o bancário tenha uma melhor qualidade de vida e na melhoria contínua do cidadão. Com este foco temos como um dos nossos pilares o Centro de Formação, que abre caminhos e possibilidades para toda nossa categoria

Por direitos e valorização da categoria, bancários tomam ruas de São Paulo

20160809 141259

Uma passeata realizada na tarde desta terça-feira, 9 de agosto, marcou o lançamento da Campanha Nacional Unificada 2016  dos trabalhadores e trabalhadoras bancários no Estado de São Paulo.

Com o lema “Só a luta te garante”, centenas de bancários, vindos de diversas cidades do Estado, percorreram algumas das principais ruas do centro antigo da capital paulista com animação e disposição de luta pelos direitos e valorização da categoria.

Ao som da bateria da escola de samba Tom Maior, o ato teve uma exposição de cartazes de protesto, a entrega de rosas (símbolo da campanha) a populares e a realização de intervenções artísticas que chamaram a atenção daqueles que presenciaram a caminhada.

 

 
MANUTENÇÃO DA POLÍTICA DE AUMENTO REAL DEVE SER O PRINCIPAL PONTO DA CAMPANHA

 

18 conferência estadualA consulta realizada na categoria pelos sindicatos filiados à Federação dos Bancários da CUT de São Paulo (FETEC-CUT/SP) apontou que a maioria dos bancários querem a manutenção da política de aumento real.A consulta ouviu 19.799 bancários.

O aumento da cesta alimentação foi o ponto mais citado sobre à renda fixa indireta. Com relação à renda variável, a maioria apontou como prioridade o aumento da PLR.
Ao tratar sobre a questão do emprego, o fim das demissões e mais contratações foi o ponto mais destacado. A luta pela igualdade de oportunidades e a manutenção da jornada de seis horas de trabalho foram outros pontos considerados.

No ponto “Saúde e Condições de Trabalho”, os dois temas mais citados são o combate ao assédio moral e o fim das metas abusivas.