Delações abalam as estruturas de Temer e da base aliada
Sex, 19 de Maio de 2017 12:04

Povo nas ruas pedindo Diretas Já, Temer negando renúncia em pronunciamento oficial, Aécio Neves perdendo a cadeira de senador e vendo a irmã presa após as denúncias de Joesley Batista, alta no valor do dólar. Não é novidade que as delações do dono da JBS abalaram a estrutura do presidente ilegítimo, da economia e de sua base aliada. 

18519919 1176919405752323_1406489799295639483_n

Diretas Já – O povo está tomando as ruas em todo o país e mostra sua força diante de mais um ataque aos brasileiros por parte do presidente ilegítimo. Movimentos sociais, sindicais, estudantis e civis protestam desde o momento em que as delações de Joesley Batista foram divulgadas e pedem a saída de Temer e eleições gerais.

Na avenida Paulista, mais de dez mil foram às ruas na quarta-feira, dia 17. A Frente Povo Sem Medo, que discutia as reformas Trabalhista e da Previdência no vão livre do MASP, tomaram a avenida assim que as notícias foram divulgadas. Na quinta, dia 18, manifestantes caminharam em direção ao escritório da Presidência da República em São Paulo e os dois lados da Paulista foram totalmente interditados.  Os protestos também foram registrados em Brasília, em frente ao Palácio do Planalto, e na Cinelândia, no Rio de Janeiro.

E a luta está no começo. A Central Única dos Trabalhadores (CUT) divulgou comunicado oficial orientando suas bases a permanecerem em estado permanente de mobilização e as chama a saírem às ruas das capitais e cidades do interior no domingo, dia 21, e a ocuparem Brasília no dia 24 para exigir que o Congresso retire as reformas Trabalhista e da Previdência, Fora Temer e Diretas Já!

Apesar das provas, Temer anuncia que não renunciará – Mesmo com a divulgação das delações de Joesley Batista e das gravações que comprovam Temer dando aval para a compra do silêncio de Cunha e o recebimento de R$500 mil reais em propina pelo deputado Rocha Loures, o presidente ilegítimo anunciou em pronunciamento oficial na tarde desta quinta-feira, dia 18, que não renunciará ao cargo de presidente da República. “Não renunciarei. Repito, não renunciarei. Sei o que fiz e sei da correção de meus atos”, bradou em rede nacional.

Temer disse também que sua equipe econômica está trabalhando exaustivamente para tirar o Brasil “de sua maior recessão” e que o episódio pode atrapalhar a retomada do crescimento.

Oposicão apresenta oito pedidos de impeachment – Partidos da oposição apresentaram nesta quinta-feira, dia 18, mais um pedido de impeachment do presidente ilegítimo. Esse é o oitavo pedido que tramita na Câmara apresentado após a divulgação da delação do dono da JBS e agora cabe à Rodrigo Maia, presidente da Câmara, aceitar ou rejeitar os pedidos.

Aécio é afastado do cargo de senador – O Superior Tribunal Federal determinou nesta quinta-feira, dia 18, o afastamento de Aécio Neves do mandato de senador após a divulgação das delações de Joesley e do pedido de R$2 milhões de reais, além disso, Aécio foi alvo de operação da Polícia Federal e sua irmã e assessora, Andréa Neves, e seu primo Frederico Pacheco de Medeiros, foram presos.