Outros
Termina prazo para compensar dias da greve nacional dos bancários

O prazo para os funcionários de bancos públicos e privados compensarem os dias parados durante a greve nacional dos bancários 2012 terminou no fim de semana, conforme estabelece a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT).

A exemplo de anos anteriores, o acordo assinado entre a Contraf-CUT, as federações e os sindicatos com a Fenaban, extensivo também para o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal, dentre outros bancos, prevê o não desconto dos dias parados.

 
Lula critica impunidade a banqueiros

“O mais fantástico é que o Lehman Brothers quebra e ninguém vai preso, enquanto o banco recebe os bilhões que os países nunca recebem no mundo.” O senso de humor e a pertinência do ex-presidente Lula fizeram do encerramento do fórum internacional para o progresso social Escolher o crescimento, sair da crise, realizado em Paris, em 12 de dezembro, um momento particular.

Lula criticou os banqueiros e o fato de gozarem de impunidade absoluta nesses tempos de crise internacional em que os que pagam por ela não são os mesmos que a criaram.

 
Geração de empregos nos bancos cai 84%; privados demitem 7 mil até setembro

O sistema financeiro nacional gerou 2.876 novos empregos entre janeiro e setembro de 2012, o que representa uma queda de 84,2% em comparação com o mesmo período do ano passado. Embora pequeno, o saldo positivo deve-se às contratações dos bancos públicos. Nas instituições privadas, houve fechamento de 7.286 postos de trabalho nos primeiros nove meses do ano, não contabilizadas aí as mais de duas mil demissões efetuadas pelo Santander em dezembro.

A rotatividade de mão-de-obra continua sendo utilizada pelos bancos para reduzir os salários. Nos primeiros três trimestres de 2012, o salário médio dos trabalhadores contratados foi 38,65% inferior ao dos desligados. E as mulheres continuam ganhando menos que os homens nas instituições financeiras.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>
Página 7 de 17