Nossa História
Uma história de lutas e conquistas
foto diretoria_25anos

O movimento bancário em Guarulhos surgiu das lideranças reveladas nas grandes greves da década de 80, mais precisamente a greve de 85. Daquele movimento, nasce a Associação dos Bancários de Guarulhos, em 86. Com o crescimento do movimento bancário nacional, e a necessidade de uma entidade de maior porte para representar a categoria, a discussão de transformar a associação em Sindicato começa a ganhar força, e, em 1989, sob a bandeira da Central Única dos Trabalhadores, nasce, em 05 de maio, o Sindicato dos Bancários e Financiários de Guarulhos e Região, tendo como base as cidades de Guarulhos, Itaquaquecetuba, Arujá e Ferraz de Vasconcelos. Posteriormente, devido ao bom trabalho desenvolvido na categoria, a cidade de Mairiporã também é incorporada à base.

Durante todos estes anos  foram vários os movimentos em que os bancários de Guarulhos estiveram representados , em atividades convocadas pela CUT ou por outros segmentos democráticos.

Outros momentos importantes da atuação da diretoria foram as lutas para ampliar os direitos à cidadania. Realizamos uma profunda discussão com a sociedade, denunciando como os bancos atingem seus lucros exorbitantes, praticando um péssimo atendimento.

Não podemos esquecer da nossa participação decisiva no processo eleitoral de Guarulhos, que em 1996 ajudou a colocar um ponto final na corrupção que sempre permeou a política da cidade, causando revolta e vergonha aos seus habitantes. A categoria entendeu o recado, ajudando a eleger o prefeito e o companheiro Zé Luiz que, desde a fundação do sindicato, está ao lado da categoria como dirigente sindical.

Mesmo estando envolvidos em tantas lutas, nunca deixamos de prestar atenção às reivindicações da categoria, demonstrando que estamos sempre conectados com você. Nas campanhas salariais, fomos intransigentes na manutenção dos direitos e melhora dos valores da PLR.

Estamos presentes nos movimentos em defesa dos bancos públicos, ampliamos os benefícios oferecidos aos bancários, como os convênios e os cursos, além de participarmos dos diversos conselhos das cidades, colocando em pauta a discussão de um Sindicato voltado aos direitos do cidadão.

Nestas lutas apareceram novos companheiros que demonstraram vontade de enfrentar o novo cenário que se apresenta e somaram suas forças com a de outros diretores mais experientes, formando, assim, a Diretoria que hoje está à frente do Sindicato.