Fique Ligado! Eleições CA - Segundo Turno
PDF Imprimir E-mail

eleicoes ca_2_turno

 

Sindicato dos Bancários de Guarulhos e região apoia a Chapa 1,
formada por Rita Serrano e Orency Francisco

  

Os próximos 15 dias serão excelentes para os empregados da Caixa ativos, em férias ou em licença médica refletirem sobre a escolha dos candidatos que vão disputar o segundo turno da eleição para representante dos empregados no Conselho de Administração da Caixa.

A Chapa 25, que obteve 6.718 votos, e a Chapa 1, com 6.120 votos, concorrem ao pleito que será realizado de 16 a 20 de janeiro. No primeiro turno, encerrado no dia 16 dezembro, 27.947 empregados da Caixa escolheram candidatos entre as mais de 40 chapas concorrentes. As chapas mais votadas após a 25 e 1, foram as seguintes: 49 (2.209 votos), 18 (1.904), 47 (1.646) e 20 (1.590 votos).

Rita Serrano destaca que é preciso manter a mobilização. “A receptividade tem sido muito boa em todas as unidades por que passamos em campanha, e vamos intensificar esses encontros”, garante. O representante eleito, entre outras funções, tem o papel de aprovar a gestão e o plano estratégico da Caixa e de fiscalizar a execução da política geral dos negócios e serviços. A eleição é garantida na Lei 12.353, sancionada pelo presidente Lula em dezembro de 2010. Essa é a segunda vez que o processo ocorre na Caixa.

Chapa 1: Rita e Orency

Maria Rita Serrano: atual suplente de representante dos trabalhadores no Conselho de Administração da Caixa e coordenadora do Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas. Empregada da Caixa desde 1989, tendo ocupado cargos de gestão. Foi presidente do Sindicato dos Bancários do ABC. É mestra em Administração e graduada em História, e concluinte da especialização em Governança.

Orency Francisco está na Caixa há 32 anos, ocupando cargos em gerências. Foi diretor do Sindicato dos Bancários de Mato Grosso, presidente da Federação dos Bancários do Centro-Norte e da CUT-MT. É formado em Direito, pós-graduado em Gestão de Pessoas e tem especialização em Direito da Medicina.

Fonte: Contraf-CUT, com Fenae